Adeus, Niassa
Adeus, Niassa Adeus, Niassa

Adeus, Niassa

Editora: Estúdio Didáctico
Código do Produto: niassa
Pontos pela Compra: 0
Disponibilidade: Em Stock
Preço: 15,90€

Adeus, Niassa recorda a odisseia de três viajantes – dois uruguaios e um português – que empreendem uma viagem até à remota reserva de Niassa, esquecida durante o conflito bélico que arrasou Moçambique e é hoje custodiada por catorze mil elefantes.

 A incursão em pequenas povoações remotas, a surpresa dos seus habitantes quando veem irromper no seu território uma furgoneta descomunal e a alegria de dezenas de crianças – a quem oferecem materiais escolares – que não sabem para que serve uma caneta, passam a fazer parte da viagem através desse mar de aldeias que é o Moçambique profundo.

A realidade do país vai impondo o seu próprio ritmo a um percurso cheio de incertezas. 250 mil minas terrestres por desativar disseminadas pelo território, misteriosas cerimónias em povoações cujos nomes não aparecem no mapa, permitem ao autor refletir sobre o ato de viajar e o seu escorregadio significado.

Viajante por vocação e hábil cronista das suas aventuras, Bergstein é pioneiro num género pouco cultivado no Uruguai: a literatura de viagens. Os seus livros são muito mais que crónicas: refletem o assombro do seu olhar aliado a uma curiosidade insaciável e sobretudo a uma abertura face ao desconhecido.

Para além dos seus relatos de viagens, Mauricio Bergstein publicou dois livros de poesia: Luna de papel (1982) e La última noche (1987). Participou na mostra de narrativa fantástica Estranhos e estrangeiros (1991) e na antologia Cuentos(1988). Foram publicados textos seus no El País CulturalEl Observador, Graffiti e Relaciones.

La fiesta de los dioses (2001) recorda a sua passagem pela Índia, Nepal e Indonésia enquanto La soledad del mercenário (2003) conta a sua estadia em Inglaterra e o salto para a África Negra : Zimbabué, Botsuana, o delta do Okavango e o Malawi.

Em Páginas de arena (2000), premiado no Concurso Uruguaio de Literatura, o autor narra a travessia do deserto do Saara em cima de um camião que o levou da Nigéria a Marrocos.

Site do autor: www.mauriciobergstein.com